Aforismos Jurídicos de Nicolás Gómez Dávila (Parte III)

Ni declaración de derechos humanos, ni proclamación de constituciones, ni apelación a un derecho natural, protegen contra la arbitrariedad del estado. Sólo es barrera al despotismo el derecho consuetudinario.
(Nem declaração de direitos humanos, nem proclamação de constituições, nem apelo a um direito natural, protegem contra a arbitrariedade do estado. Só o direito consuetudinário é barreira ao despotismo.)

Las sociedades moribundas acumulan leyes como los moribundos remedios.
(As sociedades moribundas acumulam leis como os moribundos acumulam remédios.)

La libertad florece mejor entre leyes malas que entre leyes nuevas.
(A liberdade floresce melhor entre leis más do que entre leis novas.)

Cuando el tirano es la ley anónima, el moderno se cree libre.
(Quando o tirano é a lei anônima, o moderno se considera livre.)

La legislación que protege minuciosamente la libertad estrangula las libertades.
(A legislação que protege minuciosamente a liberdade estrangula as liberdades.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s