A massa atropela tudo que é diferente, egrégio, individual, qualificado e seleto.

A propósito da excelente sugestão de Felipe Dantas, cuja pertinência com o entusiasmo manifestante dos últimos dias é inquestionável, compartilho um outro trecho d'A Rebelião das Massas de Ortega y Gasset, que, por sua vez, havia-me sido sugerido por outro grande amigo através de meu email: "Ninguém, creio eu, deplorará que as pessoas gozem hoje …

Anúncios

"O Estado e o homem incompleto"

O Estado e o homem incompleto Por Arthur Dutra, publicado originalmente no blog Escritos Improvisados A figura do Estado causa-me certo espanto, notadamente quando a analisamos em cotejo com a individualidade humana. É que o Estado, à guisa de substituir o homem individualmente considerado como promotor do bem, termina por estabelecer uma abstração generalista do …

Princípios e oportunismo (7): o desenvolvimento moderno do direito tem sido em grande parte orientado por falsas concepções econômicas

Concluindo o Capítulo III do Primeiro Volume de Direito, Legislação e Liberdade, Hayek ressalta que seria injusto considerar os juristas mais responsáveis que os economistas pela nova situação da ordem social e do Direito. Os primeiros, para bem desempenharem seu papel, devem se limitar a aplicar coerentemente os princípios gerais do direito que lhe foram …

Princípios e oportunismo (6): o papel do profissional do direito na evolução política

O principal instrumento de mudança intencional na sociedade moderna é a legislação. Mas é impossível refazer por completo o sistema jurídico, ou remodelá-lo em sua totalidade, segundo um projeto coerente, por mais que se pondere cuidadosamente de antemão cada ato legislativo. No processo contínuo de elaboração de leis, cada passo gera conseqüências até então imprevistas …